Divulgue

Enquete

O que achou do site da PAX TV?

View Results

Carregando ... Carregando ...

Anuncie aqui

Nosso MSN


    Adicione

    socex.ufobras@gmail.com

Audiência Nota 1000

Programação

A PARTIR DAS 20 HORAS
www.pax.tv.br

O PODER TRANSCENDENTAL DO AMOR
O amor puro e divino não é apenas o fruto de um coração humano, mas tem sua origem na eternidade. O amor espiritual e sagrado é imortal, e a Lei faz com que, cedo ou tarde, todos os que se amaram com afeto espiritual nasçam no mesmo grupo familiar. Nós dizemos novamente que o amor além da morte, ainda que possa ser chamado de ilusão, tem uma potência mágica e divina que reage sobre os vivos. Ele se manifesta nos seus sonhos, e frequentemente em vários acontecimentos – em proteção e fatos providenciais, porque o amor é um escudo forte, e não é limitado por espaço ou tempo.

SEGUIDORES DE NINGUÉM
Os papagaios repetem o que ouvem. Se todos os dias ouvem a mesma frase é evidente que irão repeti-la cada vez com mais segurança. Você sabe que para uma mentira se tornar realidade, basta repeti-la seguidamente e o cérebro a assimilará como verdade. O cérebro acatará aquela ordem repetitiva e o subconsciente não irá mais alertar que trata-se de uma mentira. A maioria das pessoas se afastam da Verdade e acreditam em frases feitas e textos manipulados por líderes inescrupulosos e mídia subliminarmente corrompida. E você, segue quem ou o que?

A MISSÃO
O que estamos fazendo aqui na Terra? Nascemos com alguma tarefa/missão para executar ou isso tudo é fantasia? Onde entram nesse processo a determinação, coragem, abdicação e outras decisões que temos que tomar? Temos o direito ou liberdade de aceitar ou não isso em nossa vida? No que implica a nós e ao nosso entorno o bom desenvolvimento desse trabalho? Ele é individual ou coletivo? Tem méritos ou prêmios o cumprimento?

ABRA SUAS ASAS
Você é feliz? Satisfeito com o que faz, com o que tem? Você sabe o que quer? Já programou seu amanhã? Já parou para pensar do porque estar aqui, agora, neste mundo? Quantas coisas você deixou de realizar ou ainda pretende fazer? O que falta para isso se tornar realidade? O que precisa para ser pleno, feliz, liberto? Chegou o grande dia, o dia em que você vai abrir suas asas e voar pela realidade de tudo que já sonhou. Isso é possível e muito, mas muito real mesmo!

2012 – O ANO EM QUE FAREMOS CONTATO
Desde que nos conhecemos por gente buscamos contato com outras civilizações, outros mundos, outras verdades e realidades. Na maioria das vezes viajamos nas naves de nossa imaginação esquecendo-nos de pousar e colocar os pés no chão de vez em quando. Subjugadores da humanidade constantemente inovam para que os véus de Maya continuem obstruindo a visão física e o despertar tão necessário para o tão almejado contato. Mas contato com o que? Ou com quem? O que queremos e buscamos afinal? Para que? Finalmente, em 21 de Dezembro de 2012 faremos o tão almejado contato. Será a revelação mais fantástica que cada um experienciará. A contagem já começou…

SER OU ESTAR
O conceito de Ser atravessa toda a história da filosofia, desde os seus primórdios. Embora já colocado pela filosofia indiana desde o século IX a.C., foi o filósofo Parmênides quem introduziu, no Ocidente, esse longo debate, que percorre os séculos e as diversas culturas até os nossos dias. O Ser é portanto um dos conceitos fundamentais, se não o conceito fundamental da tradição filosófica ocidental. Enquanto Ser é considerado a essência do sujeito, Estar é o verbo que marca mudanças observáveis do sujeito, um estado momentâneo. Somos ou Estamos? Quando Somos e quando Estamos? Eis a questão.

AMOR E SEXO
Amor e Sexo: duas palavras que encerram o que de mais sublime existe nesta incrível experiência que chamamos de vida. Duas palavras que se confundem quando sentimos a expressão das sensações que ambas produzem. Existe amor sem sexo? E sexo sem amor? Como é viver sem amor e sexo? Para onde nos levam o amor e o sexo? Nossas experiências anteriores tem importância quando nos relacionamos intimamente com alguém?

AMOR E EGOISMO
O amor é uma atividade, e não um afeto passivo; é um “erguimento” e não uma “queda”. De um modo geral, o caráter ativo do amor pode ser descrito, afirmando-se que o amor, antes de tudo, consiste em dar e não em receber. O amor, desse ponto de vista, é o contrário do egoísmo. No amor, meu sentimento altruísta volta-se para outro e, no egoísmo, faço de mim mesmo o centro do mundo; entretanto, quanto mais me amo egoisticamente, menos sou capaz de amar o outro. Nenhuma dor me comove, a não ser a minha própria dor, nenhum problema me preocupa, a não ser o meu. Amor eegoísmo não convivem e compete a cada um de nós escolher um ou outro.

NOSSAS ESCOLHAS
Coisas ruins não são o pior que pode nos acontecer. O que de pior pode nos acontecer é NADA. Uma vida fácil nada nos ensina. No fim, é o que aprendemos o que importa: o que aprendemos e como nos desenvolvemos. Traçamos nossas vidas pelo poder de nossas escolhas. Quando nossas escolhas são feitas passivamente, quando não somos nós mesmos que traçamos nossas vidas, nos sentimos frustrados. Uma pequena mudança hoje pode acarretar-nos um amanhã profundamente diferente. São grandes as recompensas para aqueles que têm a coragem de mudar, mas essas recompensas acham-se ocultas pelo tempo. Geramos nossos próprios meios. Obtemos exatamente aquilo pelo que lutamos. Somos responsáveis pela vida que nós próprios criamos. Quem terá a culpa, a quem cabe o louvor, senão a nós mesmos? Quem pode mudar nossas vidas, a qualquer tempo, senão nós mesmos? Deus sabe que isto é verdade.

E SE NÃO FOR COMO PENSAMOS SER?
Vida, morte, religião, história, passado, futuro, educação, padrões, verdades, casamento, família, amizade, ética, princípio, fim, etc. E se tudo isso que aprendemos ao longo de nossa existência não for do jeito que pensamos que é? Onde buscar a certeza? Como usar o discernimento? Podemos sobreviver fora do mundo da ilusão?

VEM, TUA FÉ TE CURARÁ
Fé (do latim fides, fidelidade e do grego pistis) é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta idéia ou fonte de transmissão. A fé acompanha absoluta abstinência à dúvida pelo antagonismo inerente à natureza destes fenômenos psicológicos e lógica conceitual. Ou seja, tendo fé, é impossível duvidar e ter fé ao mesmo tempo. A expressão se relaciona semanticamente com os verbos crer, acreditar, confiar e apostar, embora estes três últimos não necessariamente exprimam o sentimento de fé, posto que podem embutir dúvida parcial como reconhecimento de um possível engano. O poder da fé como canal de cura é bem amplo e pleno quando reflete no corpo e na alma. A fé é uma ação concreta que supera a força humana.

VIDA, VERDADE E CAMINHO
Ao longo de nossa Vida, trilhamos inúmeros Caminhos em busca da nossa Verdade. Presos a dogmas, tradições, crenças e grilhões milenares, o alçar do nosso voo fica cada vez mais dificultado pela incapacidade ou falta de coragem de nos libertarmos disso tudo. Como romper os véus da ilusão? Qual é a Verdade afinal? Qual o Caminho certo ou o mais adequado? Ele é solitário? E o sentido da Vida?

FALSOS PROFETAS
Há muitos e muitos anos somos bombardeados por falsos profetas que vivem fomentando desgraças, tragédias, cataclismos, choque de asteróides, planetas chupões, volta de redentores, chegada de naves extraterrestres com Jesus a bordo, subida das águas com o conseqüente desaparecimento das áreas litorâneas brasileiras e tantos outros absurdos. Afinal, por que não se efetivam essas “profecias”? O que faz as pessoas acreditarem nesses falsos profetas? Afinal alguém vem ou não nos salvar? E do que?

VISÃO DO MUNDO
Como enxergamos o mundo hoje? O que há de verdadeiro nas “profecias” do nosso amanhã? Quem constrói ou determina nosso amanhã? O que são os problemas e o que representam?

COMPREENDENDO SUA FUNÇÃO
Qual a nossa função nesta humanidade? Somos mesmo parte do Todo? Como compreender isso?

Interativo

Fotos

Ouça Pelo Celular

Redes Sociais

Acesse agora!

Previsão do Tempo